Como descobrir se um veículo é clonado?

Como descobrir se um veículo é clonado?

2018
como descobrir se um veículo é clonado blog auto agile

Como descobrir se um veículo é clonado?

O que fazer quando a placa do seu carro é clonada

Você sabe distinguir quando um veículo é clonado?  Auto Agile vai te ajudar a se prevenir deste transtorno gravíssimo. Muitas vezes podemos pensar estar comprando um veículo de seu dono legítimo, e dificilmente pensamos que um documento pode ser alterado e aquele veículo que esta sendo adquirido venha ser um fruto de roubo e seus dados foram adulterados.

Para evitar essa dúvida e realizar um investimento certeiro, precisamos de alguns cuidados antes de fechar o negócio. Geralmente os bandidos conseguem adulterar os chassis e realizar fraudes da documentação do veículo. Por isso a Auto Agile realiza vistorias minuciosas nos veículos anunciados no site.

Então como se prefinir disso? É o que vamos ver.

O que é feito no veículo ?

Quando um veículo é furtado ou roubado, é feita a adulteração dos chassis e são trocadas as placas de identificação do veículo. A partir daí o veículo volta ao mercado com uma aparência comum sem levantar suspeitas de irregularidade. E com isso alguma pessoa acaba comprando o veículo sem suspeitar de nada. Tudo isso é feito com o auxílio da documentação ilegal.

Mas como são adulterados esses documentos?

Sabe aquele documento que você precisa sempre ter em mão CRLV e o outro sempre bem guardado quando vai ser feita a venda do veículo CRV, o papel que é impressa as informações se chamam Espelhos. Pois bem, quando desviados ou roubados em branco no DETRAN. estes documentos podem ser utilizados para crimes de adulteração. O que permite que os dados do veículo clonado possa ser impresso e dificultando o reconhecimento das adulterações.

E como posso fazer para identificar esse tipo de veículo ?

Se possuir algum tipo de desconfiança tente fazer as seguintes etapas:

  • Realize a consulta de veículo
  • Verifique se os dados como o número de chassi confere com o documento atual do veículo
  • Se possível solicite um decalque de Chassi e Motor
  • Repare se o documento possui rasuras e se as letras estão mais espaçadas que o de costume
  • No decalque tente identificar se possui retoques no dígitos como por exemplo 3 para 8, 5 para 8, 4 para 9, 1 para 7, E para F, R para P, H para K e K para L.
  • Verifique se o lacre no veículo possui algum desgaste e observe os orifícios onde fica o arame de lacração das placas. Caso apresentarem rebarbas ou polimento pode ser sinal de falsificação.
  • Verifique se os vidros possuem os números do chassi, ao menos um deles devera possuir. Caso estejam ásperos, com borrões ou com adesivo para camuflar, suspeite.

Mesmo com essas dicas nada impede que o veículo ainda não seja adulterado, se valer a pena, leve a uma empresa especializada para realizar a analise profunda no veículo afim de identificar irregularidades. Como comprar um veículo é um investimento alto procure sempre adquirir de lugares de confiança como concessionárias conhecidas no mercado ou empresas que realizam vistorias como a Auto Agile, por exemplo. Ou se comprar de forma direta procure ter os dados do proprietário como endereço e dados que facilitem encontra-lo se necessário.

O que diz o Detran

A preocupação com carros clonados deve começar no momento da compra, segundo o Detran. O órgão alerta que os veículos devem ser adquiridos no comércio regular, e a placa deve ser consultada para saber se o carro é produto de furto, roubo ou se possui multas. Essa consulta pode ser feita no site do Detran.

É importante também conferir o número do chassi impresso no documento. Deve-se olhar ainda se o documento se encontra no nome do vendedor. O documento do veículo em nome de terceiros, além de indicar que ele se encontra em situação irregular, pode ser um indício de fraude. A assessoria do Detran explica que normalmente a pessoa só toma conhecimento da clonagem de seu carro quando as multas começam a chegar.

O órgão afirma, no entanto, que o fato de receber uma notificação em local e hora incompatíveis com a sua rotina não quer dizer que o veículo esteja clonado. O guarda de trânsito pode ter errado ao anotar a placa ou a marca do veículo. Ainda pode haver erro no momento da digitação dos dados para o encaminhamento da notificação.

Nesses casos, o motorista é orientado a solicitar junto ao órgão autuador a 2ª via do auto de infração para confirmar se houve erro de digitação. Se for confirmada a clonagem, a pessoa deve se dirigir ao setor de investigação de clonagem do Detran.

Gostou do nosso post? Então compartilhe ele nas suas redes sociais. Gostaria de conhecer o estoque de carros vistoriados da Auto Agile? Então conheça nosso estoque e se desejar, entre em contato com nosso departamento comercial.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *